Como ficaria o Livro Aberto dividido em 6 volumes?

Seguindo o que foi mencionado no começo da reunião de hoje sobre o novo agrupamento dos livros didáticos em 6 volumes semestrais, vale a pena levar em conta a seguinte observação presente no PNLD 2021:

Os volumes não devem ser sequenciais, considerando o crescente em termos de
complexidade pedagógica. Cada volume deve ser autocontido no que se refere à
progressão das abordagens das habilidades e das competências específicas, assim como
da articulação com as competências gerais, com os temas contemporâneos e com as
culturas juvenis, conforme indicado pela BNCC.

Pelo que se sabe sobre o Novo Ensino Médio, Matemática deverá continuar como obrigatória em todos os semestres, então me parece que todos os estudantes usariam todos os 6 volumes (o que talvez não seja verdadeiro em outras disciplinas, que devem perder espaço no núcleo comum com a adoção dos itinerários).
Nesse sentido, não precisamos escolher quais módulos poderiam ficar de fora, mas ainda temos o trabalho de agrupar os módulos em 6 volumes independentes.

Olhando uma das coleções de EM, notei o seguinte agrupamento de tópicos:

  • Funções (começando com um pouco de conjuntos números e álgebra e cobrindo todas as funções, exceto as trigonométricas e polinômios, e sequências numéricas)
  • Geometria Plana partindo de trigonometria, ciclo trigonométrico indo até funções trigonométricas
  • Matrizes, determinantes e sistemas
  • Geometria Espacial (incluindo de posição)
  • Análise Combinatória, Probabilidade e Estatística
  • Geometria Analítica (de ponto a cônicas)
  • Números Complexos e Polinômios

Nessa lista, o primeiro item é claramente muito maior do que os demais.
Por outro lado, o menu do site umlivroaberto sugere os seguintes 6 blocos:

  • Estatística e Probabilidade (aparentemente não engloba Análise Combinatória)
  • Geometria (engloba Plana e Espacial)
  • Funções
  • A matemática nas ciências naturais e socias
  • Matemática Financeira
  • Pensamento Computacional

A minha impressão é que os três últimos itens são (cada um deles) menores do que um volume, enquanto que os de Funções e de Geometria devem ser substancialmente maiores do que um volume.

Então, a pergunta que fica é: será que conseguiríamos agrupar o material do Livro Aberto em 6 volumes relativamente autocontidos?